Saiba quais são os efeitos do café no coração

Descubra se ele é um aliado ou vilão

Seja cedinho, no meio do expediente, após o almoço ou no fim de tarde, o café é um dos queridinhos do brasileiro, mas sempre há controvérsias em relação aos seus efeitos. Já parou para pensar como ele age no seu coração?

Em geral, muitos estudos tentam identificar de maneira clara todas as reações que o café causa no corpo. O que já conseguiram comprovar: o café pode causar azia, dores de estômago e insônia. Contudo, nenhum desses estudos confirmou que o café cause doenças do coração, como o infarto. 

Um grupo de pesquisadores finlandeses dedicaram um bom tempo investigando a relação do café com a doença coronária. Vale lembrar que os finlandeses estão entre os maiores consumidores da bebida do mundo. O estudo foi publicado recentemente na revista Archives of Internal Medicine

Nos anos de 1972, 1977 e 1982 os cientistas colheram dados de mais de 20 mil participantes, homens e mulheres, de 30 a 59 anos. As informações, além dos hábitos de vida, como sedentarismo e tabagismo, também eram sobre doenças do passado. E claro, a quantidade de café que era ingerida diariamente. 

O grupo de colaboradores foi acompanhado durante 10 anos, neste período, os pesquisadores registraram todos os dados médicos. A quantidade média de café ingerida por dia foi de 5 xícaras. 

Os resultados foram positivos para quem gosta de tomar seu cafezinho diariamente. A incidência de infartos do miocárdio sem morte foi praticamente a mesma entre os homens que tomavam café e os que não tomavam. Contudo, os infartos fatais atingiram mais os homens que ingeriam a bebida. 

Entre as mulheres, a mortalidade por infarto foi mais baixa com o consumo de café. Coincidentemente, o número de outras formas de morte também foi menor.

Outro fator levado em consideração foi o nível de colesterol. O número aumentou tanto nos homens, quanto nas mulheres. De acordo com os cientistas, o café não coado tem esse efeito no organismo, esse preparo é também a preferência de muitos finlandeses.

Portanto, o café não é um vilão para o coração, outros fatores são mais preocupantes e colocam em risco a saúde das coronárias, como sedentarismo, tabagismo e obesidade. 

Quantidade ideal

Apesar da bebida ser um agrado para o organismo, a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) recomenda moderação. Para eles, o ideal é ingerir no máximo 250 miligramas, que são cerca de dois cafezinhos expressos. Mas vale lembrar que a cafeína age de formas diferentes dependendo do peso corporal, da altura e do organismo de cada indivíduo.

Ele também faz bem

Se consumido com moderação, o café pode até trazer benefícios para o organismo. Ele possui propriedades cardio-estimulantes, diuréticas, laxativas, relaxantes musculares e vasoconstritoras.

A cafeína também tem um efeito estimulante, ajuda no estado de alerta, no aprendizado, na concentração e no aumento de energia. Logo, a recomendação é ingerir o café de cada dia com prudência, para aproveitar apenas os efeitos positivos. 

Tags: café qualidadedevida

Veja mais